Mês: abril 2021

O que é curso de gestão financeira? Aprenda aqui!

curso gestão financeira

Você conhece o curso de gestão financeira? Ele é uma ótima opção para quem já atua na área ou sonha em trabalhar com administração de finanças. Note, aliás, que esse é um importante papel e que as responsabilidades profissionais são diversas.

Para isso, o curso oferece inúmeras disciplinas com foco na gestão das finanças. Durante ele o aluno aprende sobre investimentos, alocação de recursos e controle de caixa. Por isso, é bastante interessante e, saiba desde já, possui demanda no mercado.

Caso você tenha se interessado no curso de gestão financeira, não deixe de continuar lendo para conhecer mais sobre essa graduação. Abaixo estão informações sobre a faculdade, bem como sobre a possibilidade de especialização e os ramos que abarca.

Curso de gestão financeira: como é?

O curso de graduação em ensino superior em gestão financeira é do tipo tecnólogo. Portanto, ele tem tempo inferior aos cursos tradicionais, com apenas 02 anos de duração. Além disso, é possível cursá-lo tanto na categoria presencial quanto EAD (ensino à distância).

Ao longo do curso o aluno se depara com disciplinas bastante específicas para sua futura atuação profissional. Por outro lado, quem já está no mercado de trabalho pode colocar desde logo em prática os conceitos.

Vale lembrar que este curso de gestão financeira está nas grades de diversas instituições em todo o Brasil. Assim, as disciplinas variam de acordo com a universidade escolhida.

Contudo, todos eles se utilizam de disciplinas ligadas à contabilidade e à matemática. Além disso, há estudo de diversos tipos de gestões, como de projetos, finanças, micro e macro economia, orçamento empresarial e, é claro, noções administrativas.

Da mesma forma como existe uma graduação com curso específico de gestão financeira, vale destacar que essa área também existe na modalidade de especialização. Com isso, pessoas com formação em ensino superior podem se se tornar especialistas nela.

Vale à pena fazer curso de Gestão Financeira?

Sim, vale à pena. Primeiramente, o curso de natureza tecnólogo tem reconhecimento pelo Ministério da Educação (MEC). Por isso, o diploma nele enriquece o currículo do formando.

Igualmente, esse é um curso bastante completo para a atuação profissional. Para isso, ele dispensa algumas disciplinas teóricas dos cursos de graduação do tipo bacharelado e foca no dia a dia da gestão.

Com isso, quem já trabalha na área administrativa pode aplicar desde logo os conhecimentos das aulas na sua profissão. Da mesma maneira, essa é uma forma mais rápida de obter o diploma em ensino superior.

Conheça as atribuições de um gestor financeiro

São diversas as atribuições que um gestor com formação no curso de gestão financeira pode assumir. Na prática, então, suas atividades incluem as seguintes funções:

  • Análise de demonstrativos financeiros, contábeis e de giro de caixa;
  • Acompanhar os fluxos de caixa, faturamentos, pagamentos e recebimentos da instituição empresarial;
  • Emissão de notas fiscais e recolhimentos de impostos;
  • Promoção de auditorias internas para melhoria na aplicação de recursos e aumento do retorno financeiro;
  • Análise do mercado e desenvolvimento de estratégias financeiras.

Características de um gestor financeiro

Um gestor financeiro tem, ainda, algumas características de atuação que são cruciais para o seu dia a dia. Dentre elas estão a capacidade de comunicação com as equipes, bem como de liderança perante elas.

Da mesma maneira, quem se forma na faculdade de gestão financeira deve atuar com ética e responsabilidade social, bem como ter raciocínio lógico e estratégico que auxilie nas suas atividades.

A avaliação de riscos e sua capacidade de decisões são outros pontos indispensáveis na atuação do profissional de gestão financeira. Todas essas capacidades, contudo, têm desenvolvimento ao longo do curso de graduação, de forma que ele prepara devidamente os profissionais.

Quais são os cargos que um gestor financeiro pode assumir?

Assim como suas atribuições e capacidades são diversas, os cargos que o profissional com formação no curso de gestão financeira pode assumir são inúmeros. Isso, pois ele tem uma série de conhecimentos completos dentro das áreas de finanças.

Por exemplo, estão dentre os cargos que ele pode assumir os de analista. Dentro dele, então, são inúmeras as atuações. São elas a de análise financeira, de crédito, investimentos ou do próprio mercado financeiro.

Igualmente, existem as atribuições de orçamentista, bem como de gerente de finanças ou de contas. Outras possibilidades são a consultoria financeira ou a supervisão de operações dessa natureza.

Note, portanto, que o profissional com formação no curso de gestão de finanças encontra amplos espaços de atuação. E onde eles estão? Tanto nas empresas públicas quanto privadas.

Já a média salarial também é bastante atrativa. Isso porque ela é, em nível nacional, de R$ 5.465,22. Porém, varia de acordo com cada estado, bem como o cargo específico que o profissional assume.

Seja como for, o curso de gestão financeira é uma ótima oportunidade para obter o diploma em ensino superior e encontrar lugar no mercado de trabalho.

Se você gostou das dicas, fique por dentro do nosso blog que estamos publicando conteúdo frequentemente por aqui.

O que é Logística? Descubra todos os detalhes sobre o curso

logistica

Você sabe o que é logística? Pois saiba que todos os produtos que você compra dependem dos procedimentos que essa área envolve. Afinal, ela é essencial para que a distribuição de produtos seja feita com qualidade e dentro dos prazos.

Portanto, independentemente se a compra é feita pela internet ou presencialmente, a logística está presente. Ela compõe, inclusive, cursos técnicos e tecnólogos que formam o profissional para exercer suas atividades com qualidade.

Essa é, aliás, uma área cada vez mais promissora e que oferece inúmeras vagas e espaço no mercado de trabalho. Abaixo, então, confira os detalhes sobre os cursos de logística, suas matérias e como o profissional atua dentro do mercado.

O que é logística?

A logística realiza um importante papel nos processos produtivos e na cadeia de suprimentos. Isso, pois ela é responsável por garantir a distribuição correta da produção, bem como da destinação que ela recebe.

Assim, ela nada mais é do que uma especialidade que, por sua vez, compõe a administração de processos. Ela cuida da distribuição de produtos. Para isso, acompanha-os desde a sua origem até a sua entrega ao consumidor final.

Igualmente, o que é logística envolve o gerenciamento de estoques. Afinal, estes são essenciais para que garantam, então, o envio dos produtos para as distribuidoras ou para o consumidor final.

Ao mesmo tempo, a área também abarca o transporte desses produtos. Antes destes, aliás, trabalhava com o próprio fornecimento de matérias-primas que permitam a formação do produto e do estoque para, enfim, ir até o cliente.

Portanto, o que é logística se infiltra em diversos pontos da produção. Considere, por exemplo, o custo dos envios, os materiais necessários tanto para o envio quanto para a produção e criação de estoque e, também, toda a questão relacionada à entrega ao consumidor.

Isso demonstra, por si só, que essa é uma área bastante complexa e muito importante. Ela atua, afinal, na própria imagem que uma empresa constrói perante sua clientela. Um bom exemplo é o cumprimento de prazos e a entrega do produto em ótimo estado, sem qualquer avaria decorrente do transporte.

Como atuam os profissionais de logística?

Conforme vimos, são inúmeras as questões e atividades que o curso e os profissionais de logística assumem! A atuação, então, é tão diversa quanto, e por isso que essa é uma ótima opção de carreira para quem busca se profissionalizar.

Com o crescimento do comércio online os procedimentos do que é logística ganharam ainda mais relevância. Afinal, a internet aumentou a base de consumidores das empresas que não mais se limitam ao local em que se localizam.

Assim, como garantir que todos os clientes que têm acesso aos produtos irão recebê-los com qualidade? Como desenvolver estratégias de produção que acompanhem a demanda e, ainda, respeitem os prazos de entrega?

Tudo isso se inclui nas atividades e na atuação do profissional de logística. Portanto, dentre os principais locais em que eles atuam estão:

  • Transportadoras;
  • Portos e aeroportos;
  • Comércios de varejo e atacado;
  • Indústrias;
  • Distribuidora de produtos;
  • Importadoras e exportadoras.

Os cargos de exercício do que é logística, então, possuem grande variação também:

  • Coordenador;
  • Diretor de operações;
  • Encarregado de operações;
  • Diretor de suprimentos;
  • Gestor de produtos e processos.

Cursos de logística

Atualmente existem dois tipos de cursos de logística. Contudo, cabe lembrar que o que é logística também encontra estudo dentro do curso de graduação de Administração. Nesse caso, no entanto, o estudo é muito mais raso.

Então, em relação aos cursos específicos para logística, existe um de natureza técnica e, outro, tecnólogo. Enquanto o primeiro possui apenas 01 ano de duração, o segundo envolve 0 anos de estudos.

O curso tecnólogo, embora mais curto, também encontra menos aprofundamento nas matérias. Por outro lado, a certificação superior no curso tecnólogo apresenta um diploma mais robusto e maior espaço no mercado de trabalho.

Matérias que compõem o que é logística

A base curricular do curso de tecnólogo em logística é bastante ampla. Ela se baseia tanto na Administração quanto na Economia, Finanças e Gestão. Por isso, é bastante completo e conta com diversas disciplinas.

Dentre as matérias mais comuns estão:

  • Economia e comércio exterior;
  • Gestão de estoque de suprimentos;
  • Logística empresarial;
  • Pesquisa operacional;
  • Soluções logísticas de classe mundial;
  • Gestão de pessoas;
  • Impacto ambiental e logística reversa;
  • Funções da Administração;
  • Métodos numéricos aplicados à gestão;
  • Análise de custos;
  • Empreendedorismo;
  • Informática aplicada;
  • Recursos humanos.

Assim, pode-se concluir que o que é logística envolve, em verdade, diversas áreas e conhecimentos que se fazem indispensáveis para o controle de produção e distribuição de produtos.

Portanto, esse é um ótimo curso para quem tem interesse em administração, bem como nos processos produtivos e na distribuição de mercadorias. Não deixe de considerar, dessa maneira, esse curso como uma ótima oportunidade de carreira.

Dicas para focar mais estudando a distância

Já parou para pensar como as estruturas educacionais se transformaram nos últimos anos? Aparentemente tudo tinha se mantido de maneira bastante semelhante desde as eras medievais e das grandes navegações.

Com o advento da física moderna, o cálculo e outras descobertas científicas, foi possível definitivamente criar novas estruturas. Mas o processo de um professor, vários alunos e uma sala de aula parece ainda estar bem concretizado.

Realmente, quem esteve na educação básica no início dos anos 2000 talvez tenha encontrado os famosos retroprojetores, acompanhados de um quadro no máximo que aceitasse canetas Pilot.

Mas de fato a mudança só começou a acontecer de verdade com a popularização não só dos computadores, como também da internet. Através de uma boa qualidade de conexão e processamento, foi possível criar meios mais intuitivos de aprendizado.

Agora não só você poderia aprender a hora que quisesse, o que quisesse, e onde quisesse, mas também teria a oportunidade de interagir com o conteúdo. Você não precisava ficar gastando o seu tempo copiando no caderno o que era escrito com giz no quadro.

Realmente se tornou algo muito óbvio o quanto os métodos tradicionais eram rudimentares, e até mesmo ineficazes.

Por isso a tendência de cursos online realmente tem crescido muito, sendo que não há qualquer tipo de previsão para que eles se tornem algo irrelevante ou mesmo ultrapassado.

Mas por outro lado, a modalidade EaD, ou Ensino à Distância pode trazer seus inconvenientes também.

Como por exemplo a tentação de fazer qualquer outra coisa menos estudar. O foco é o grande desafio para aqueles que estudam de maneira mais livre. Afinal de contas você está acessando o conteúdo geralmente do mesmo dispositivo que você tem seu lazer.

Hoje vamos te ensinar a superar isso!

Como focar de maneira adequada estudando a distância?

Primeiramente é importante dizer que cada pessoa é única. Então os motivos que fazem alguém perder o foco podem também ser muito variados.

Às vezes é comum que uma pessoa seja naturalmente dedicada aos estudos, enquanto outras possuem dificuldade natural de concentração.

Por isso não só motivos, como também abordagens podem ser diferentes dependendo de quem está aprendendo.

Aqui estamos trazendo para vocês algumas possibilidades que podem realmente revolucionar todo o seu hábito de estudo. Mas em alguns casos uma intervenção profissional pode ser necessária e não há nada errado com isso.

Errado mesmo é não querer resolver seu problema. Vamos prosseguir?

1 – Defina um horário

Ter uma hora fixa para estudar acaba sendo extremamente importante para que você levante resultados de verdade. Quando não marcamos um horário para algo, estamos simplesmente dizendo que faremos aquela atividade quando não houver mais nenhuma outra ocupação.

Entretanto, isso é assumir a derrota sem ao menos tentar lutar. Por isso, recomendo plenamente que você faça o seu melhor para não cair em uma armadilha do tipo.

Não é necessário separar muitas horas, mas é importante lembrar que o tamanho do curso realmente irá influenciar na sua escolha.

Se seu foco é um curso de inglês online que está no nível básico, um exercício de estudo diário entre 30 minutos e 1 hora é mais do que suficiente.

Quem tem mais tempo disponível pode dedicar ainda mais à atividade. O que não pode acontecer é você simplesmente fazer o mínimo de esforço possível esperando que vá encontrar uma brecha durante o dia.

2 – Escolha um bom ambiente

Cursos online normalmente não vão exigir de você um horário fixo, nem ao menos um tempo máximo para graduação. Mas é importante notar que você não só tem que separar um horário, como também precisa ser um momento de qualidade.

Tentar estudar com muitas pessoas em volta de você conversando, ter um local com posição desconfortável, ou qualquer outra coisa do tipo, realmente não será uma boa ideia.

Sendo assim, eu recomendo plenamente que você utilize o seu tempo e concentração para encontrar um ambiente agradável de estudo. Que muitas vezes pode ser fora da sua casa.

Não é porque o curso é a distância que você precisa seguir o padrão de estudar sempre no mesmo lugar.

Às vezes um parque ou uma biblioteca podem ser locais realmente produtivos e interessantes.

3 – Tenha a motivação certa

Digamos que você tenha escolhido a opção de fazer um curso de cuidador de idosos. Realmente esta é uma opção que traz excelentes oportunidades de trabalho.

Mas para se garantir um estudo de qualidade real é necessário estar à vontade com o conteúdo. Deve se seguir uma ideia bastante fixa do que você deseja para o seu futuro.

É muito difícil estudar sobre algo que você não deseja para sua vida. Por isso acaba se tornando muitas vezes uma atividade tão problemática que você não absorve praticamente nada do que foi dito.

4 – Crie metas

O ensino à distância faz com que muitos se sintam bastante livres em vários aspectos. Não ter uma grade definida em prazos para se formar em algo realmente faz com que muitos não queiram prosseguir em direção nenhuma.

Por isso, a minha recomendação é que você se preocupe e não deixe que as coisas sejam levadas de qualquer jeito.

Crie um cronograma, não só de horário, mas também de datas para concluir o curso e estudar cada parte do conteúdo.

Realmente é uma motivação um tanto quanto desafiadora. Mas costuma trazer resultados muito interessantes para todos.

5 – Busque conhecimento prático

Você não tem como trazer o laboratório da sua faculdade até sua casa. Nem ao menos conseguirá ter como importar muitas coisas do seu curso de maneira presencial.

Mas o conhecimento prático é algo essencial para o aprendizado. Cursos de formação profissionalizante livre, realmente dão a pessoa a possibilidade de escolher de maneira muito mais aberta como irão implementar seus conhecimentos na prática.

Infelizmente muitos consideram isto como um passe livre para evitar esta etapa, o que não poderia ser mais errado.

Sendo assim, a nossa recomendação é sempre procurar ao menos um estágio na área, ou então dar um jeito de trazer a teoria até o seu dia a dia.

No mais é isso, qualquer dúvida é só nos chamar!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

seo

SEO x SEM: o que é e qual devo usar?

O marketing evoluiu e se desenvolveu muito nos últimos tempos e por conta dessa renovação e transformação muitos termos e técnicas começaram a vir à tona e serem usados no cotidiano de quem trabalha ou aprende sobre marketing. Nesse cenário, dois conceitos estão cada vez mais em alta, sendo discutidos: o SEO e SEM.

Essas palavras, quando entendidas, permitem que todo o sistema de vendas e divulgação das marcas, produtos e serviços cheguem em maiores estágios e alcancem o público-alvo pretendido, convertendo-os com mais qualidade.

No presente artigo abordaremos o que são cada uma das siglas, como elas se encaixam dentro do marketing, principalmente o marketing digital e algumas das estratégias que são usadas para cada método. 

O que é o SEO?

Hoje, uma das principais ferramentas do marketing é o conteúdo. Assim, é muito importante que esse material chegue até o interessado, que no caso é o cliente, de forma facilitada.

Com isso, além de qualidade no conteúdo e na forma, é necessário saber como o conteúdo sairá da produtora e irá encontrar o cliente quando este mais precisar. Uma das formas, voltadas para esse tipo de problema na internet, é o que chamamos de SEO.

O SEO é um acrônimo para a palavra em inglês Search Engine Optimization, ou em tradução livre para o português, “Otimização em motores de busca”.

De maneira simplificada, pode-se afirmar que o principal trabalho do SEO é fazer com que o conteúdo seja posicionado de forma mais otimizada em mecanismos de busca, principalmente o Google.

Lembre-se, esse posicionamento no SEO é feito de forma orgânica, portanto, faz com que seu conteúdo consiga estar nas melhores posições ao utilizar algumas estratégias no conteúdo e site, sem que seja necessário patrocinar o link.

O SEO é muito usado em materiais e conteúdos de texto, entretanto, a internet nada mais é que um ambiente de linhas de programação escritas. Assim, tudo o que possui tags e palavras-chaves bem definidas e aplicadas pode ser usado para que o conteúdo seja melhor posicionado.

Deste modo, o SEO pode ser, inclusive, usado em conteúdos de vídeos, desde que em sua descrição sejam aplicadas uma boa descrição que permita a localização pelo cliente no momento da busca, como o uso de uma boa palavra-chave para o tema abordado.

Para entendermos melhor a importância do SEO nas estratégias de marketing digital, abordaremos alguns fatos do setor.

Segundo pesquisas, cerca de 60% dos cliques dados em links que aparecem no Google estão nos três primeiros resultados encontrados. Isso faz com que a preocupação com o posicionamento seja adequada e eficiente, possibilitando uma maior localização e conversão.

Para que isso seja possível, o SEO usa palavras-chaves, repetições, palavras e frases que “impulsionam” dentro de um texto que permite que o algoritmo identifique que seu conteúdo corresponde ao que o cliente digita na barra de pesquisa e melhor responde a dúvida daquele usuário – por isso, o texto também precisa ser de qualidade e aprofundado.

Nesse ponto, cabe dizer que o próprio comportamento dos demais leitores também impactará no direcionamento do algoritmo para os sites. Assim, é preciso que a palavra-chave realmente corresponda ao tema abordado e atenda o usuário.

Assim, o profissional SEO deve pesquisar as palavras-chaves em alta para o seu nicho, procurando desenvolver conteúdos que fazem com que sejam mais procurados e visualizados, e assim sucessivamente.

Contudo, além do SEO, como pode ser visto, existe o SEM outra metodologia para localização dos conteúdos e que falaremos com mais detalhes no tópico abaixo.

O que é o SEM?

O SEM, assim como o SEO, é um acrônimo para a palavra em inglês, sendo ela o “Search Engine Marketing”, ou em uma tradução livre para o português “busca pelo motor do marketing” ou conhecido como PPC – pay-per-click, ou pago por clique. 

Ao contrário do SEO, o SEM usa as plataformas de publicidade de forma paga, ou seja, não usam estratégias para posicionar os links nos primeiros lugares dos mecanismos de busca, mas identifica as melhores palavras-chave para aquele nicho e a patrocina para que apareça na primeira página de buscas com aquele termo.

Por isso, não pense que a estratégia do SEM não é pensada, pois é preciso compreender o desejo do público e o objetivo que se deseja alcançar, podendo aplicar o SEO também em sua configuração. Contudo, sua principal forma de atuação é por meio dos anúncios pagos.

Geralmente, os profissionais do SEM trabalham por campanha, fazendo toda uma estratégia específica para escolha e aplicação de valores e palavras. 

Por conta disso, são bastante aplicadas em campanhas e ações pontuais, mas também podem estar presentes em outras estratégias de marketing.

Isso difere do SEO, que é uma estratégia contínua de posicionamento nos mecanismos de busca, visando médio e longo prazo. 

Alguns dos modelos de campanha que usam o SEM podem incluir:

  • Anúncios de textos;
  • Anúncios por e-mails patrocinados;
  • Anúncios em vídeo;
  • Anúncios por meio de banners digitais.

As técnicas do SEM costumam ser usadas para resultados mais rápidos, pois ao impulsionar uma publicação ou um conteúdo, esta chega de forma mais rápida aos clientes em potenciais.

Com isso, elas também conseguem ter melhores resultados, que podem ser integradas a outras campanhas.

Por exemplo, é possível que haja uma análise prévia sobre o disparo de e-mails sobre uma promoção específica em uma loja, visando alcançar antigos clientes ou pessoas que já tenham, pelo menos, montado um carrinho na loja.

Para isso, ferramentas como o CRM podem ser integradas às campanhas, identificando os contatos e interações dos clientes, encaminhando e-mails e publicidades mais assertivas para aqueles que já interagiram com a marca, ao invés de aguardar a procura por algum produto/serviço.

Independentemente do SEM ou do SEO serem aplicados, ambas as ferramentas são muito importantes para a melhora da visibilidade do site e para conferir um tráfego de qualidade nas redes, permitindo que os empreendedores saibam melhor quem é o seu público e quais estratégias são mais efetivas para encontrá-los e fidelizá-los.

Inclusive, há a possibilidade de veicular conteúdos e campanhas baseadas em ambas as estratégias de forma mútua, atraindo um grande volume de leads e os fidelizando a longo prazo por meio dos conteúdos, mantendo o ciclo de compra do cliente.

Por fim, é importante salientar que ambas as ferramentas precisam ser testadas e otimizadas de forma contínua para que os melhores resultados sejam alcançados e melhorias sejam feitas conforme mudanças de comportamento do usuário, objetivos da empresa ou mesmo otimização dos mecanismos de busca. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Top News Tech, site voltado para a veiculação de conteúdos ricos e relevantes para empresas de diversos nichos, bem como estratégias que contribuem para o desenvolvimento do negócio.