Mês: maio 2021

Aposentadoria como herança: como lidar com a pensão por morte?

aposentadoria

Lidar com a aposentadoria de quem faleceu pode gerar grandes dúvidas para os familiares mais próximos. Afinal, ela se encerra ou não? É estendida para filhos e dependentes? Como as previdências públicas e privadas lidam com essa situação? Leia mais a seguir.

Que a aposentadoria é um direito constitucional muito desejado, todos sabem. No entanto, as suas regras vêm sendo alteradas constantemente com o tempo. A última reforma da previdência, ocorrida em 2019, escancarou isso de maneira contundente.

Afinal, segundo matéria do G1, um levantamento do IBGE feito em 2018 mostrou que de cada 1 para 4 brasileiros, em 2060, será idoso.

Apesar desse dado destacado na reportagem, muitos antigos contribuintes podem falecer. A pergunta que muitos familiares fazem é: como fica a situação da aposentadoria nesse caso? Ela fica suspensa ou não? Se houver dependentes, ela deve ser compartilhada com eles? Como as previdências lidam com isso? Enfim, muitos questionamentos sobre essa situação.

Segundo a própria constituição brasileira de 1988, a pensão por morte é um benefício assegurado a “homem ou mulher, ao cônjuge ou companheiro e dependentes”, conforme o artigo 201.

Além disso, a reforma da previdência de 2019 alterou alguns itens relacionados a esse direito, o que será também discutido ao longo deste texto.

Com tantas mudanças e preocupações diárias, as pessoas muitas vezes não têm muito tempo para pesquisar sobre o que mudou ou não. Para não dependerem de uma previdência cuja interferência do governo é muito forte, muita gente tem buscado investir o seu dinheiro na previdência privada, que tem sido vista como uma alternativa mais flexível que a social.

 Assim, entenda neste artigo como lidar com a pensão após a morte do contribuinte e elimine de vez as suas dúvidas sobre esse assunto de vez. Boa leitura!

O que é a pensão por morte?

 Garantida constitucionalmente, a pensão por morte é um benefício que dá suporte aos familiares mais próximos que sejam dependentes do aposentado ou do contribuinte falecido.

Esse amparo também vale para contribuintes ativos, ou seja, os que ainda não se aposentaram. Além disso, o benefício é liberado independentemente da quantidade de contribuições que já tenha sido feita e não pode ser menor que um salário mínimo ou maior que o teto previdenciário, que hoje é de R$ 6433,57.

Apesar disso, o contribuinte, no momento do óbito, deverá estar em dia com as contribuições ao INSS, ou, pelo menos, ter gozado do período de graça, que se refere ao tempo em que, mesmo demitido, o trabalhador era ainda considerado um contribuinte. Geralmente, esse período pode variar de 3 meses a 3 anos, conforme a Lei de Benefícios.

Quem recebe a pensão por morte?

A pensão por morte pode ser recebida pelos filhos, até os seus 21 anos completos. Aqueles que são inválidos (pessoas que não conseguem trabalhar por velhice ou enfermidade) ou que possuam algum tipo de deficiência mental, intelectual ou alguma que seja grave poderão ter os benefícios de modo vitalício.

Além deles, o benefício pode ser recebido pelos cônjuges (seja a esposa, seja o esposo) e companheiro ou companheira (no caso de união estável). Segundo o Uol, “cônjuge divorciado ou separado judicialmente que recebia pensão alimentícia” também possui o direito ao benefício.

Caso o contribuinte não tenha nenhum dos parentes acima, a pensão é transferida para os pais do contribuinte falecido, se estes estiverem vivos e comprovarem dependência financeira.

Caso contrário, o benefício poderá ser pedido pelos irmãos do falecido, sendo estes menores de 21 anos ou que possuam algum tipo de deficiência mental ou invalidez, ambos comprovando dependência econômica.

 Quais os valores da pensão por morte?

Segundo o Uol, a reforma da previdência alterou os cálculos do valor da pensão.

Para quem era aposentado, “a pensão será de 50% do valor da aposentadoria mais 10% para cada dependente, limitada a 100%. Uma viúva ou um viúvo sem outros dependentes, por exemplo, receberá 60%. Se são dois dependentes, o valor sobe para 70%, e se três, pula para 80%, até o limite de 100% para cinco ou mais dependentes”, conforme matéria.

Já para os dependentes dos contribuintes, “é considerado 60% da média salarial calculada com todos os salários de contribuição desde julho de 1994 com acréscimo de dois pontos percentuais para cada ano de pagamentos ao INSS que exceder 15 anos de contribuição (mulheres) ou 20 anos de contribuição (homens), até o limite de 100%”.

A partir daí, a divisão será a mesma para os dependentes, isto é, 50% mais 10% para cada um. Além disso, para os que morreram durante o trabalho, “as cotas serão aplicadas sobre 100% da média salarial. O mesmo se o dependente for inválido ou tiver grave deficiência intelectual ou mental”, explica a matéria.

A pensão por morte pode ser paga por quanto tempo?

Nos casos em que o contribuinte falecido deixou cônjuges, companheiros ou dependentes divorciados ou que recebiam pensão alimentícia:

  • Durante 4 meses: Nos casos em que a morte do contribuinte ocorrera antes de completar 18 meses de contribuição mensal, ou se o casamento ou união estável foi instituído num período menor que dois anos da morte;
  • 3 anos: Dependente com menos de 21 anos;
  • 6 anos: Dependente entre 21 e 26 anos;
  • 10 anos: Dependente entre 27 e 29 anos;
  • 15 anos: Dependente entre 30 e 40 anos;
  • 20 anos: Dependente entre 41 e 43 anos;
  • Pensão vitalícia: A partir de 44 anos.

E como fica a previdência privada?

O pagamento da herança variará de acordo com a situação do plano. Segundo a Onze, “Se o titular falecer na fase de acumulação, o valor acumulado no plano é transferido para os beneficiários sem passar por inventário.” Já na fase de recebimentos de benefícios, que também não precisa de inventário, há uma série de nuances a depender da modalidade de renda escolhida pelo titular da previdência.

Se ele escolheu:

  • Renda vitalícia: o saldo restante fica com a seguradora;
  • Renda vitalícia reversível ao beneficiário indicado: o beneficiário escolhido fica com o restante da renda vitalícia;
  • Renda vitalícia reversível ao cônjuge com continuidade aos menores: O cônjuge passa a receber a renda vitalícia. Em caso de falecimento dele, a renda passa a ser destinada aos filhos até a maioridade deles;
  • Renda vitalícia com prazo mínimo garantido: A renda só será garantida aos beneficiários ou herdeiros caso a morte aconteça antes do prazo estabelecido ou dentro dele, senão a seguradora deterá o restante do dinheiro;
  • Renda mensal por prazo certo: A renda será paga aos beneficiários ou herdeiros legais até o prazo determinado;
  • Renda temporária: O restante da renda permanece com a seguradora e não é partilhado.

Além disso, a fintech aborda que não há muitas regras para ser beneficiário de um regime de previdência privada.

Basta o contribuinte indicar qualquer pessoa como seu dependente direto no caso de morte. No entanto, isso é pode ser um risco, pois caso o contribuinte tenha algum herdeiro, este pode se sentir lesado e entrar na justiça.

“Portanto, sempre que possível, priorize descendentes, ascendentes e cônjuge ou companheiro na escolha dos beneficiários, evitando destinar, através de sua previdência privada, mais de 50% de seu patrimônio total a beneficiários que não sejam herdeiros.” Orienta a Onze.

Como colocar seu site na primeira página do Google gratuitamente?

site

Hoje em dia, para se informar sobre um produto, obter um número de telefone, o endereço de uma loja ou para comprar um produto, a primeira coisa que as pessoas fazem é pesquisar no Google.

E se seu site aparece na primeira página, vai ter muito mais visibilidade e consequentemente, vender mais.

Talvez você se pergunte: por que vale tanto a pena aparecer na primeira página? Simplesmente porque a primeira página concentra 92% do tráfego para o seu site.

Agora, o caminho pode ser longo, mas se você souber aplicar as técnicas certas, esse processo vai ser mais fácil e os resultados mais rápidos.

E é justamente isso que vamos mostrar aqui!

Aparecer na primeira página do Google: quais as vantagens para a sua empresa?

Não sei se você sabe, mas a primeira página do Google representa mais de 92% dos cliques quando alguém faz uma pesquisa.

Já a segunda página, recebe menos de 5% dos cliques, e isso vai diminuindo na página seguinte, na outra página…

Assim, se o seu site não aparece na primeira página do Google, é como se a sua empresa não existisse.

Funciona como uma prateleira de supermercado. O que mais chama a atenção são os produtos que estão logo na frente e não aqueles escondidos.

Ou seja, se o seu site é mais visível, vai ser mais acessado por potenciais clientes, e as chances de escolher a sua empresa são muito maiores.

Veja algumas vantagens:

  • Aumentar a visibilidade do seu site;
  • Gerar o engajamento com o seu conteúdo;
  • Atrair um tráfego qualificado;
  • Aumentar o número de conversões;
  • Mostrar a autoridade e reputação da sua empresa;
  • Ganhar a confiança do seu público.

Como posicionar meu site na primeira página do Google?

Então, existem basicamente duas maneiras para colocar seu site na primeira página do Google:

  • Criando publicidade no Google Ads;
  • SEO.

Essas duas técnicas, embora diferentes, utilizam praticamente os mesmos mecanismos, como a definição de palavras-chave e conteúdos que despertem a atenção da sua audiência.

Os resultados no Google Ads são mais rápidos, só que os anúncios são pagos. Ao contrário do SEO, que vai demorar mais um pouco, mas você não vai ter que pagar nada, sendo uma estratégia que vai funcionar a longo prazo.

Vamos tentar resumir cada uma dessas técnicas para ranquear melhor o site da sua empresa.

1.Como aparecer na primeira página do Google com o Google Ads

Na verdade, a maneira mais rápida de se posicionar na primeira página do Google é pagar por um anúncio.

Basicamente, você cria anúncios que são exibidos como links patrocinados no topo dos resultados de pesquisa para aquele produto ou serviço.

É preciso criar uma lista de palavras-chave relacionadas com o produto, e você só paga quando alguém clica no anúncio.

Se você não tem muita paciência, o Google Ads é uma excelente maneira de gerar rapidamente tráfego qualificado para o seu site.

Apenas lembre-se que se não tem anúncio, sua empresa não aparece.

2.Como aparecer na primeira página do Google gratuitamente com o SEO

A grande vantagem do SEO em relação ao Google Ads é que os resultados são permanentes.

Ou seja, aplicando as técnicas corretas e regularmente, o site da sua empresa tem grande chance de estar sempre na primeira página go Google gratuitamente.

SEO significa otimizar o seu site para os mecanismos de pesquisa, no caso aqui, o Google.

É praticamente impossível listar todas as técnicas aqui, mas vamos mostrar algumas delas:

1.Escolher boas palavras-chave

Boas palavras-chave são aquelas que seus potenciais clientes digitam quando estão pesquisando.

E é melhor escolher palavras-chaves relacionadas com o seu nicho de mercado.

Às vezes, é melhor focar em palavras-chave mais longas e menos procuradas.

3.Título atrativo

O primeiro contato do cliente com o seu site é com o título.

Por isso, pense algo atrativo e que inclua a palavra-chave.

A ideia aqui é que só pelo título, o leitor já queira clicar e assim, vai conhecer mais os seus produtos e/ou serviços.

3.Conteúdo bem elaborado

O ideal é que o conteúdo seja claro, objetivo, informativo e principalmente, desperte o interesse de quem acessa o seu site para querer saber mais.

Além disso, tome muito cuidado no momento de inserir as palavras-chave, para que não sejam colocadas aleatoriamente no texto, mas naturalmente incorporadas.

Quando você tem um conteúdo interessante, aumenta muito a chance de outros blogs inserirem backlinks grátis direcionados para o seu site.

Isso quer dizer que o que você escreveu agrega valor para os leitores desses blogs, e o Google leva muito em consideração na hora da classificação de um site a quantidade de links.

Talvez hoje seja uma das maneiras mais fáceis de ranquear um site no Google.

4.Site responsivo

Hoje em dia, a maioria das pessoas acessa a Internet através de smartphones e tablets, e o Google privilegia um site que seja adaptado aos dispositivos móveis.

É importante que a navegação seja fácil e que mesmo em uma tela menor, seu cliente encontre tudo o que precisa, da mesma forma que faria através de um computador.

Preste também atenção ao tempo de carregamento da página, principalmente porque as pessoas querem tudo rápido e não têm tempo de ficar uma página carregar.

5.Criar uma página no Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio é uma das melhores ferramentas para as empresas.

É um método simples e rápido para que seu site apareça na primeira página do Google para as pesquisas locais.

Veja algumas dicas para otimizar seu perfil no Google Meu Negócio:

  • Atualize sempre as informações;
  • Colocar fotos do seu site;
  • Publicar novidades;
  • Adicionar produtos e serviços.

Essas foram apenas algumas maneiras para otimizar o seu site, e com certeza, funcionam.

É claro que aparecer no topo da primeira página do Google requer trabalho e tempo, mas tenha em mente que é umas das melhores coisas que você pode fazer hoje.

Vivemos na era digital e é quase que obrigatório que ter um site na Internet, e melhor ainda, quando aparece logo na primeira página do Google.

Jovem Aprendiz Banco do Brasil, Bradesco e Caixa, Aprenda Como se Inscrever

O Banco do Brasil não tenho um projeto jovem aprendiz, ele tem dois. Um deles é o programa jovem aprendiz, tradicional que você já ouviu falar, e o outro é o Programa Aprendiz BB. BB é a sigla de Banco do Brasil. Qual é o ponto positivo nisso tudo? O ponto positivo é que o programa dura dois anos. São dois anos tendo vale refeição, plano de saúde, vale transporte e ao mesmo tempo uma boa remuneração.

Leia Também: Vagas Jovem Aprendiz: Conheça as Melhores Empresas Para Trabalhar e Como Enviar o Currículo

Vai ter o teu dinheiro para fazer aquilo que você quiser sem ter que pedir aquele dinheirinho para o papai ou para mamãe. Vai ser dono do próprio nariz. Pois bem, vou falar de cada um destes programas para vocês porque são programas diferentes, idades diferentes e eu comento e trago tudo aqui para vocês. Eu anotei algumas coisas que eu não posso deixar de falar para vocês. Mas vamos lá, vamos ver o que é que tem de benefício embora eu já falei alguma coisa. No caso do “Aprendiz BB“, ok, você vai ter um salário mínimo por mês.

Você vai ter esses 200 reais de vale alimentação, vale transporte e plano de saúde. Uma falha que as pessoas cometem ou não entendem, que cria confusão é nessa questão do vale transporte. Tem gente que vai procurar vaga na cidade vizinha pensando que o banco vai pagar para ele. O que? O transporte de uma cidade para a outra. E isso não ocorre. O banco paga a circular, o ônibus coletivo, para você circular dentro da cidade. Então não tem jeito. Se na tua cidade não tem um programa implantado, eles não pagam para você ir a outra cidade. Ok? Então fique bem atento a isso daí. É dessa maneira que funciona o Vale Transporte.

Para você fazer parte desse programa que eu estou dizendo, e estamos conversando agora sobre o “Aprendiz BB” de Banco do Brasil, esse aprendiz BB você tem que entrar nele já com 15 anos completos. Entendido? “Ah mas eu completo 15 anos daqui uma semana. Posso?” Turma, você tem que conversar com a empresa que está fazendo a seleção. Ela que vai dizer se vai aceitar ou se não vai aceitar. Eu não tenho como saber, mas o que o banco deixou bem claro? Ele só aceita quem tem 15 anos completos. Porém você não pode ter completado 16 anos.

Jovem Aprendiz Caixa Econômica

Aconselhamos que você procure a agência mas da caixa econômica federal mais próxima da sua casa e se informe pergunte ao gerente como funciona o processo de contratação dos jovens aprendizes naquela agência e diga que você tem interesse em fazer parte da equipe dele então isso irá demonstrar que você tem interesse de trabalhar ele irá repassar essas informações a você, também pode conversar com outras pessoas que já trabalharam como jovem aprendiz na caixa

e se informar, não deixe de procurar essas informações, si não você irá jogar aí né pela janela uma boa oportunidade pois o aprendizado é muito muito grande que você vai ter fazendo parte da equipe da caixa econômico federal isso pessoal é não pense que o programa de aprendizagem se resume apenas no período que você irá trabalhar ali pois conforme a amizade que você for fazê-lo nem a troca de experiência com os funcionários alguns já efetiva efetivado pela própria caixa econômica

Você irá abrir novas portas para você então se você está trabalhando hoje você vai conhecer pessoas e essas pessoas poderão indicar você uma nova possibilidade e mais à frente então é isso que eu queria mostrar para você como chegar nessa página aqui como localizar essas instituições aqui nessas entidades conveniadas da caixa econômica então não desanime entre em contato mesmo procure se informava até a caixa econômica

Jovem Aprendiz Bradesco

O Bradesco é uma das empresas privadas que participam do programa. Fundado em 1943, o Banco é considerado, desde 2012, pela consultoria Brand Finance, como uma das empresas mais valiosas da América Latina. O objetivo do programa é abrir a porta do mercado de trabalho para os jovens.

Quem quiser concorrer a uma das vagas do jovem aprendiz Bradesco, deve primeiro, preencher alguns pré-requisitos. Parte disso é, tenha entre 16 e 22 anos de idade e tenha disponibilidade para uma carga de seis horas por dia.

O programa funciona da seguinte forma. A empresa privada disponibiliza um percentual de suas vagas para aprendizes de acordo com a lei de aprendizagem. Para também seguir a meta de responsabilidade social é necessário colocar alguns pré-requisitos, que são aprovados pelo governo.

O pagamento da bolsa e os benefícios são feitos pelas instituições. O governo arca com os cursos profissionalizados em algumas instituições cadastradas. O objetivo disso é abrir a porta do mercado de trabalho para os jovens que busquem a primeira e a qualificação profissional.

Devo fazer o registro ou matrícula para o aprendiz Jovem Bradesco?

Sim, para concorrer a algumas das vagas é necessário realizar uma inscrição. Isso pode ser feito por meio do site do Bradesco, em uma área reservada para o jovem aprendiz.

As empresas contratações estão fazendo exigências aos perfis dos menores aprendizes que querem contratar. Para participar de processos seletivos, os estudantes devem se inscrever em instituições como:

  • ESPRO;
  • CIEE;
  • IEL.

As vagas estão todas disponíveis no banco de dados dessas instituições. A boa notícia é que os jovens interessados podem fazer o seu registro através da internet. Lá, você tem acesso a vagas de jovem aprendiz, que são as vagas abertas para apresentar seu currículo, recebendo todas as informações, quantidade de horas diárias para iniciar sua carreira no programa aprendiz.

Essas agências parceiras ainda fornecem alguns cursos de especialização para preparar melhor os jovens. Vagas abertas para jovens aprendizes te introduzem no mundo do trabalho, seja em um salário mínimo, influenciando a formação profissional em alguns casos também no aprendizado para os jovens.

Fonte: Classificados de Emprego